terça-feira, 8 de abril de 2014

Texto da Semana - Com você aprendi...

     Oi Mademoiselle, hoje trago um texto super legal do site Casal Sem Vergonha, espero que vocês gostem!

Breve Lapso de Coisas Que Aprendi Com Você


     Foi com você que aprendi a comer wasabi. E pimenta em geral. Sempre me rendia quando sentia o ardor tomando conta da boca, e tratava logo de dissipar a sensação com qualquer coisa gelada que o apagasse. Mas você me ensinou que pra algumas coisas na vida é preciso treinamento. E paciência. E insistência. Aos poucos a gente ensina o corpo a gostar daquilo. Desde então, meus peixes crus nunca mais foram os mesmos. E várias outras coisas também não.
     Você me ensinou que dormir de conchinha pode ser tão bom quanto sexo (e que dormir de conchinha depois do sexo é o bom elevado ao quadrado). Que tem um lugar onde a gente coloca o braço e que ele não dói. Nem fica dormente. Acrobacia com o corpo pra gerar o encaixe. Que eu nunca imaginava que poderia ser tão simétrico.
     Foi com você que aprendi que aquele papo de que correr atrás do sonho funcionava de verdade.  E era de você que eu ria ao ouvir falar que eu podia sempre mais. E no final, você às vezes parecia saber mais de mim do que eu mesma.
     Foi com você que aprendi também a dirigir na estrada. Sempre dirigi normalmente na cidade, mas na hora em que chegava numa rodovia, sempre dava o jeito de passar o volante pra alguém. Até que numa discussão sobre direitos iguais a gente combinou que você lavaria mais louças e que eu dirigiria mais na estrada – já que viajar sempre foi uma das nossas paixões. O test drive foi de cara uma serrinha com chuva e neblina. Eu jamais daria uma de menininha. Fui até o fim secando o suor gelado das mãos de minutos em minutos, tentando agir normalmente, enquanto fingia que não via seu olhar de orgulho pra mim.
     E você foi meu dupla na aula da vida de como parcerias verdadeiras são sempre poderosas. Na vida e nos relacionamentos. Foi junto com você que aprendi que só namorar é bobeira – bom mesmo é passar o quanto puder do lado de alguém que te enxerga por inteiro, e que mesmo assim te adora. Aquele que vai tomar um porre com você pra comemorar aquela vitória. E que vai te ajudar a limpar o vômito no final caso seja preciso.
     Foi com você que eu passei a gostar tanto de montanha quanto de praia. Sou de Peixes, recarrego minha energia pela água e por isso sempre tive uma queda maior pelo mar, mas foi com você que descobri que a montanha pode ser igualmente apaixonante (principalmente se tiver uma cachoeira perto!). E foi do seu lado que aprendi que o lugar pouco importa – o que faz toda diferença mesmo é a companhia.
     Aprendi que aquela história de que ninguém mais presta no mundo é papo de quem tem preguiça de procurar. Que eu devia dar uma segunda chance pra coxa-creme. Que apesar do meu siricutico de querer levantar cedo, ficar mais 10 minutos na cama com você sempre vale a pena. Que o peso do corpo de quem a gente ama em cima do nosso corpo não pesa. Que ser metade é muito chato, bom mesmo é ser inteiro. Que eu jamais vou conseguir fazer um café tão bom quanto o seu. Que dá mesmo pra se reapaixonar todos os dias. Que quando a gente ama, tudo de bom é possível.
     E que o amor é cafona pra caralho, mas que é uma das coisas mais lindas da vida.

O texto é da: 



Beijos, Mademoiselle Carol

Um comentário:

Anna Carolina disse...

super lindo o texto isso é o amor é aprender como outro né, namoro a tres anos aprendemos muitas coisas ate comer comida japonesa eu aprendi porque ele gosta. HAHA
Parabéns pelo blog.
-annacarolinaferreira.blogspot.com.br